#Finanças

Como ser um bom investidor: o detalhe fundamental

Um dos fatores que limitam as pessoas em qualquer atividade é o medo de errar. E isso costuma ser um problema, já que, muitas vezes, nos impede de fazer algo benéfico – como, no caso de finanças, investir. Mas como ser um bom investidor?

Muitos imaginam investimentos como um verdadeiro bicho de sete cabeças, que apenas grandes especialistas conseguem domar. Só que a simples ideia de que investir é um privilégio para poucos é um grande equívoco.

Na verdade, com algumas atitudes simples práticas, qualquer pessoa pode fazer crescer o seu dinheiro. E eu vou provar para você como ser um bom investidor é possível por meio delas.

Conhecimento e informação valem ouro

Vivemos na chamada “era da informação”. Por isso, a falta de conhecimento, mesmo em um tema como finanças, não pode ser mais desculpa para nada.

Basta observar nas livrarias e nas redes sociais como a oferta por esse tipo de conteúdo é crescente. E em como pessoas que até pouco tempo atrás não se arriscariam nesse universo têm cada vez mais interesse nele.
Livros, por exemplo, são ótimas provocações para quem busca uma vida mais rica.
Em “Investimentos Inteligentes”, meu segundo maior best-seller, apresento um conjunto de orientações que leva os leitores a entenderem que, ao contrário do que imaginavam, a distância entre a vida atual, com escolhas limitadas, e o universo do bom investidor, não é tão distante assim.
Só que não basta ler um livro para saber como investir bem. Não existe fórmula mágica. Mesmo que você faça um curso completo sobre o assunto, ou que tenha mais de dez anos de experiência na área, jamais terá os resultados que busca se não for além disso.
Então, o que fazer?

Como ser um bom investidor em uma palavra

Se me pedissem para definir em uma palavra o atributo fundamental para um bom investidor, eu diria que é envolvimento. Somente assim é possível se manter atualizado e atento ao que acontece no mercado para identificar oportunidades, ajustar escolhas e multiplicar seus ganhos. Até porque o mercado não é estático, ele está em constante transformação.

O bom investidor é aquele que está sempre em busca de aprendizado, de novas informações. É a pessoa que lê um livro ou que faz um curso e, a partir disso, direciona atitudes para colocar em prática, vai atrás de especialistas, pergunta e não aceita qualquer resposta, já que possui uma base de conhecimento para consultar.
Acredite: no dia em que você entender muito sobre um investimento específico, outras pessoas possivelmente estarão junto com você, compartilhando seus lucros.
Como ser um bom investidor passa pela curiosidade e pela constante busca por novos aprendizados. É essa dedicação que levará você aos resultados que almeja.
Postado em 16/07/2018
Compartilhe