#Finanças

Comprar ou alugar? 10 fatores a favor do aluguel

Uma dúvida frequente em finanças pessoais é se vale mais a pena comprar ou alugar uma casa. Esse é um dos temas que abordo em meu livro “Os Segredos dos Casais Inteligentes”. Por que alugar? Quais seriam os argumentos a favor do aluguel? Já adianto que não existe a resposta exata, pois cada caso tem suas peculiaridades.

A moradia é o maior item do orçamento das famílias brasileiras, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Pouco mais de 30% da renda de cada família é consumida para pagar o aluguel ou a prestação da casa. Reduzir esse percentual para 20 ou 25% amplia o leque de opções do casal. Neste artigo, reuni 10 argumentos que mostram como, entre comprar ou alugar, a segunda opção vale mais a pena.

Comprar a moradia pouco tempo depois do casamento pode ser financeiramente perigoso. Nesse período, geralmente, a renda do casal é relativamente baixa pelo fato de serem jovens, o que impede a compra do imóvel à vista. A opção pelo financiamento força a contração de uma dívida pesada durante mais de 20 anos. Alugar também impacta o orçamento, mas traz menos limitações.

10 argumentos que mostram por que alugar pode ser vantajoso

1- Um contrato de aluguel de dois ou três anos flexibiliza o planejamento familiar, não é preciso contar com quartos extras além do necessário para o casal naquele momento. Se pensarem em ter filhos, podem se mudar tão logo o contrato se encerre.

2- Imóveis menores acarretam em aluguéis proporcionalmente maiores, mas permitem ajustar o tamanho da moradia ao orçamento. Ou seja, foco total em poupança e qualidade de consumo antes de definir o imóvel.

3- Bairros não residenciais são menos agradáveis, mas morar perto do trabalho traz uma economia de tempo e dinheiro. Um sacrifício de poucos anos para rechear a poupança e colher frutos mais à frente.

4- O automóvel é o segundo maior item no orçamento da classe média brasileira. Quem mora perto do trabalho não depende do carro e tem opções mais saudáveis e ecológicas como as bicicletas. Em dias de chuva e aos finais de semana, aplicativos como Uber, Cabify e 99 são boas opções.

5- Sem o peso do financiamento, fica mais fácil garantir uma poupança que vise não apenas a aposentadoria, mas também objetivos mais imediatos.

6- Casais saudáveis financeiramente se relacionam melhor com seu banco, conquistam atendimento diferenciado e opções de crédito melhores (limites maiores e custo mais baixo).

7- Poupar significa aumento na liberdade do casal para as escolhas ao longo da vida. Afinal, essa reserva permite uma recuperação caso algo não dê certo.

8- A mobilidade geográfica garante maior potencial de crescimento ao casal. Se surgir uma grande oportunidade profissional em qualquer lugar do mundo, na pior das hipóteses o casal paga a multa por antecipar o encerramento do aluguel.

9- A carreira tende a evoluir com a flexibilidade econômica e geográfica. Isso, naturalmente, leva ao aumento da renda do casal.

10- Engravidaram? A vizinhança se deteriorou? Querem morar mais perto de amigos? Decidiram fazer um curso em outro estado ou país? Enjoaram do lugar? Basta apontar no mapa um lugar melhor, fazer as contas e se mudar.

Afinal de contas, comprar ou alugar?

Os argumentos a favor do aluguel não são uma regra absoluta. Entre comprar ou alugar, a segunda opção costuma ser mais interessante. Mas é fundamental saber sobre tudo que compõe o aluguel. Confira este artigo para saber mais a respeito.

Postado em 08/06/2018
Compartilhe